sábado, 22 de maio de 2010

Eu quero isso; eu quero aquilo
Eu quero o raso; eu quero o fundo
Eu quero o passo; eu quero o poço
Eu quero o prato; eu quero o trato
Eu quero o louco; eu quero o troco
Eu quero muito; eu quero pouco
Eu quero tanto; eu quero o canto
Eu quero o máximo; eu quero o próximo
Eu quero o ótimo; eu quero o último
Eu quero o sal; eu quero o sol
Eu quero hoje; eu quero ontem
Eu quero o vento; eu o quero lento
Eu quero ser; eu quero ver
Eu quero vir; eu quero ouvir
Eu quero ficar; eu quero sair
Eu quero deitar; eu quero dormir...

8 comentários:

Acácia disse...

não se sente perdido no meio de tanto "querer"? ou você ainda não sabe o que quer?

Vitória disse...

Ele quer tudo!

André Fontes disse...

ou nada...

Klécia Melo disse...

Ou apenas o seu tanto de palmos medidos, a parte que lhe cabe neste latifúndio...

"menos que se quer é tudo
tudo que se tem é nada"

[eu não sei como achei teu blog =X
Mas achei, e fiquei!]

Thiago Luiz disse...

Sua concisão ainda me impressiona.

Maíra D. disse...

quem muito quer, nada tem.

[e eu procurando o 'pensar e escrever']

beijo

Maíra D. disse...

e ficou bom. :) inclusive a descrição...

quanto tempo, né?

Biazetz disse...

eei, atualize isso aqui!